Sobre este relatório

Em mais um ciclo, a Companhia apresenta à sociedade seu desempenho financeiro e não financeiro segundo diretrizes internacionais de relato

Pelo nono ano consecutivo, a EcoRodovias torna público seu desempenho socioambiental e econômico-financeiro por meio deste relatório de sustentabilidade, prestando contas de suas atividades a clientes, provedores de capital, colaboradores, poder público e demais stakeholders. GRI G4-29, G4-30

Com base na metodologia da Global Reporting Initiative (GRI), o documento é o primeiro nessa trajetória a utilizar a versão G4 – opção Essencial – das Diretrizes de Relato, o que estimulou diversas mudanças estruturais e de abordagem da informação. Outras referências importantes são as orientações da Associação Brasileira das Companhias Abertas (Abrasca) e as diretrizes de relato integrado, atualmente em debate em âmbito global, por meio do International Integrated Reporting Council (IIRC).

Em 2014, o Grupo realizou seu terceiro teste de materialidade, com dinâmicas que envolveram 230 pessoas, entre clientes, comunidades, colaboradores e formadores de opinião (leia mais no capítulo.xx). A partir de nove temas identificados como materiais, foi definida uma base de 14 indicadores de desempenho GRI para relato. O escopo dos dados cobre o período de 1.º de janeiro a 31 de dezembro de 2014, com algumas informações de caráter qualitativo do primeiro trimestre de 2015. GRI G4-28

Adicionalmente, a EcoRodovias opta por também apresentar neste relato algumas informações de gestão e desempenho que abarcam indicadores não materiais, porém valorizados no segmento de atuação do Grupo e vinculados à estratégia do negócio. Conteúdos qualitativos estão concentrados no próprio texto, enquanto os dados quantitativos são apresentados na seção Indicadores complementares. No total, são reportados 63 indicadores complementares das dimensões GRI nessa seção, cobrindo aspectos como compliance, gestão de fornecedores e desempenho ambiental.

O conteúdo foi definido a partir dos temas de interesse do setor e do processo de consulta aos públicos, envolvendo entrevistas com os principais executivos da Companhia e coleta de indicadores corporativos e das unidades de negócio. Os dados de desempenho econômico-financeiro foram apurados seguindo critérios estabelecidos pela legislação brasileira e pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), bem como pelas Normas Internacionais de Relatório Financeiro (IFRS). GRI G4-18

A abrangência dos indicadores GRI varia, sendo a maioria restrita às concessões de rodovias (Ecovias, Ecopistas, Ecovia, Ecocataratas e Ecosul); alguns também contemplam as operações logísticas (Elog) e portuárias (Ecoporto Santos). Eventuais diferenças de escopo, alterações e atualizações que afetem a comparabilidade de dados estão sinalizadas nas tabelas, ao longo do texto. GRI G4-22, G4-23