Esforço para medir o consumo

Nova metodologia incluirá a avaliação
do impacto do uso dos produtos

Consumo de água
(litros/unidade produzida)

Desde 2010, a Natura intensificou seu trabalho para identificar a real dimensão dos efeitos do seu negócio no consumo dos recursos hídricos. Assim como nas emissões de gases de efeito estufa (GEE) e na geração de resíduos sólidos, o objetivo é quantificar o consumo na cadeia de valor e estruturar uma estratégia eficiente de gestão da água.

No mesmo ano, a Natura fez o primeiro cálculo da sua pegada hídrica, metodologia desenvolvida pela Water Footprint Network (WFN) que mapeia os impactos em todas as etapas do processo produtivo. O resultado evidenciou que o impacto mais significativo (45,9%) encontrava-se na fase de consumo do produto pelo consumidor.

A partir daí, o trabalho foi direcionado para encontrar uma metodologia que apontasse, com maior nível de precisão, o impacto no consumo e na geração de efluentes. “As metodologias existentes, inclusive a pegada hídrica, são baseadas em premissas internacionais, que, muitas vezes, não se aplicam ao contexto brasileiro, como a falta de saneamento básico em muitas regiões e a desigualdade geográfica da distribuição de água (as regiões mais populosas estão distantes das áreas com maior concentração do recurso natural)”, explica Luciana Villa Nova, gerente de Sustentabilidade.

Em 2013, após a avaliação de quatro metodologias foi definida a mais adequada para atingir este objetivo. A métrica considera uma análise mais completa do potencial de impacto dos produtos, avaliando os níveis de biodegradabilidade e de ecotoxicidade, ou seja, os efeitos que os produtos lançados no meio ambiente podem causar aos organismos vivos. Em 2014, a Natura começará a estender esse mapeamento para todo seu portfólio, estruturando sua pegada hídrica.

 


Volume de água
reciclada e reutilizada


Água reciclada1 e reutilizada2 (m3)

1 Proveniente dos efluentes sanitários e industriais gerados pelo site de Cajamar e que, após o processo físico-químico e biológico na estação de tratamento de efluente, é utilizada para limpeza, jardinagem, sanitários e utilidades. 2 Água que retorna do processo produtivo de Cajamar e é aproveitada no sistema de água potável.

Reúso de água (%)1

1 Percentual refere-se ao volume de água reciclada, proveniente do tratamento de efluentes, comparado ao total de água tratada na estação de Cajamar. 2 Em 2013, houve uma redução do percentual de água reciclada sobre o total de água tratada em decorrência da diminuição de nosso consumo de água, impactado pela instalação de um sistema de purificação de água de reúso em Cajamar. Com o sistema, reduzimos as trocas de água de nossos espelhos d’água e a quantidade de limpeza em nossos reservatórios 3 Os dados de reúso e reciclagem referem-se ao volume de água reciclada e reutilizada em Cajamar. Anteriormente, esse cálculo considerava Itapecerica da Serra somado a Cajamar. Os dados históricos foram recalculados considerando a mesma premissa.