1 Porcentagem respondentes que deram a nota máxima (Top1Box), em uma escala de 1 a 5 pontos, a três aspectos: satisfação, intenção de continuar a relação com a Natura e recomendação. 2 Em 2013, foram realizadas entrevistas em campo por agentes locais treinados pela Gerência de Relacionamento com Comunidades – 15 comunidades e 278 pessoas entrevistadas.


Consumo de energia (joules)

2011

2012

2013

Eletricidade fonte primária – consumo de energia elétrica

9,7 x 1013

9,3 x 1013

1,4 x 1014

Eletricidade autogerada – gerador a diesel

2,0 x 1013

2,7 x 1013

7,7 x 1012

Consumo de GLP

6,2 x 1012

5,7 x 1012

1,3 x 1013

Outros – gás natural

1,2 x 1014

9,7 x 1013

9,5 x 1013

Total de energia consumida

2,4 x 1014

2,2 x 1014

2,5 x 1014

Consumo de água (m3)

2011

2012

2013

Total

179.740

184.049

295.954

Geração de resíduos dos principais fornecedores (t)

2011

2012

2013

Total de resíduos gerados

577

622

466

Total de resíduos destinados à reciclagem1

n.d

n.d

5.377

1 O indicador passou a ser monitorado em 2013.

Recursos destinados1 às comunidades agroextrativistas

2011

2012

2013

Fornecimento2

6.749

6.303

3.435

Repartição de benefícios por acesso ao patrimônio genético ou conhecimento tradicional associado3

1.597

3.099

4.350

Fundos e apoios4

1.002

1.524

1.459

Uso de imagem5

22

69

-

Capacitação6

133

301

350

Certificação e manejo7

21

29

-

Estudos e assessorias8

512

749

1.590

TOTAL

10.037

12.074

11.184

1 Os valores são diretos, em cursos, infraestrutura, estudos, assessorias locais e serviços técnicos. Recursos são repassados em espécie nas compras de matéria-prima, repartição de benefícios (se assim estiver previsto no contrato) e uso de imagem. 2 Valor pago pelos beneficiadores ou pela Unidade Industrial de Benevides por compras de matérias-primas que serão utilizadas nos produtos Natura. 3 Valores pagos a título de repartição de benefícios às comunidades em que foram acessados patrimônio genético e/ou conhecimento tradicional associado de uma espécie da biodiversidade brasileira. 4 Fundos e convênios de desenvolvimento sustentável voluntários da Natura, cujo desembolso está atrelado à realização de projetos ou patrocínios de melhorias de infraestrutura. 5 Valores pagos para uso de imagem dos membros das comunidades em materiais de divulgação institucional ou de marketing. 6 Oficinas e cursos pagos para aperfeiçoar técnicas de produção sustentável. 7 Valores investidos em certificação e planos de manejo em áreas de cultivo. 8 Inclui estudos de antropólogos, advogados, economistas, ONGs e demais contratações feitas pela Natura para atuação nas comunidades fornecedoras. Também inclui estudos para a estruturação de cadeias produtivas.

Recursos alocados por família

2011

2012

2013

Recursos diretos1

2,9

3,1

3,0

Fornecimento2

2,2

1,8

1,1

1 Inclui os recursos efetivamente recebidos pelas comunidades: fornecimento de insumos, repartição de benefícios, uso de imagem, fundos e apoios. 2 Subitem dos recursos diretos, explicitando os recursos recebidos por fornecimento de matérias-primas.